quinta-feira, 14 de julho de 2016

Jovem cria espécie rara de borboleta em seu próprio quintal.

Resolveu então, ajudar por conta própria a repovoar a cidade com as belas borboletas.






 Divulgação/Tim Wong)

O biólogo marinho Tim Wong decidiu repovoar uma espécie de borboleta que estava quase extinta de uma maneira inovadora: no jardim de sua casa, em São Francisco, na Califórnia (EUA).
De acordo com o site "Vox", a Aristolochia californica é uma planta nativa da América do Norte, abundante na California, mas que tem se tornado cada vez mais rara nos grandes centros urbanos, principalmente em São Francisco. O processo de desaparecimento da planta fez com que a espécie de borboleta Battus philenor hirsuta também começasse a sumir, já que elas se alimentam e colocam seu ovos apenas nesta planta. 


Com a ameaça de extinção, Wong resolveu ajudar por conta própria a repovoar a cidade com as belas borboletas. Ele construiu um espaço protegido por uma tela para impedir o ataque de predadores e ainda poder estudar melhor o comportamento delas. Para isso, o biólogo conseguiu algumas mudas da planta e cerca de 20 borboletas para que pudessem se reproduzir.


Segundo informações do site "Butterflies and Mothes of North America", as borboletas vivem entre duas a cinco semanas, período no qual elas voltam a se reproduzir e colocar seus pequenos ovos vermelhos na folha da Aristolochia. Os ovos se transformam em lagartas, que viram crisálidas, e então se dão as borboletas. Desde então, Wong já entregou ao Jardim Botânico da cidade milhares de novas borboletas (ainda dentro de suas crisálidas, estado de pupa em que o animal pode permanecer entre duas semanas a até dois anos antes de enfim se tornar uma borboleta).



Ovos

Lagartas jovens

Lagartas em idades adiantadas.

Pupas

Adultos

Adultos se alimentando.

Meus sinceros parabéns pela dedicação e carinho que o colega e biólogo marinho Tim Wong teve com mais esta espécie em riscos de extinção.

Créditos: Redação RedeTV!
 - Atualizado em 
http://www.redetv.uol.com.br/jornalismo/mundo/jovem-cria-especie-rara-de-borboleta-em-seu-proprio-quintal



2 comentários:

  1. Concordo plenamente, é um exemplo a seguir...! (já agora o espécime que ele exibe no dedo, na foto do topo, neste caso é uma papilio machaon, ainda é relativamente comum aqui na minha região (Portugal).Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fernando Almeida pelo comentário. Abraços.

      Excluir